Artroplastia Total (prótese de joelho)

Quando o joelho está muito desgastado pela artrite ou por outra lesão, atividades simples, como caminhar ou subir escadas, podem se tornar difíceis. Pode haver dores mesmo sentado ou deitado.

Se tratamentos não cirúrgicos, como medicamentos e o uso de aparelhos que auxiliam a caminhar, não são mais capazes de ajudar, pode estar na hora de pensar em fazer uma artroplastia total de joelho.

A artroplastia da articulação é um procedimento seguro e efetivo para aliviar as dores, corrigir deformidades no membro e ajudar a retornar às atividades normais.

Sinais

A causa mais comum de dores crônicas e disfunção do joelho é a artrite. Embora haja muitos tipos de artrite, a maior parte das dores no joelho é causada por apenas basicamente três tipos delas: osteoartrose, artrite reumatoide e artrose pós-traumática:

  • Osteoartrose. Este é um tipo de artrite causado pelo desgaste relacionado à idade. Normalmente ocorre em pessoas com 50 anos de idade ou mais, mas também pode ocorrer em pessoas mais jovens. A cartilagem que amortece os ossos do joelho amolece e desgasta-se;
  • Artrite reumatoide. É uma doença que causa inflamação e espessamento da membrana sinovial que reveste a articulação. Essa inflamação crônica pode lesionar a cartilagem, levando a perda de cartilagem, dores e rigidez. A artrite reumatoide é a forma mais comum de um grupo de doenças chamado de “artrites inflamatórias”;
  • Artrose pós-traumática. Pode ser a consequência de uma lesão grave do joelho. Fraturas dos ossos do joelho, ou rupturas dos ligamentos do joelho podem lesionar a cartilagem articular com o tempo, causando dores no joelho e limitando suas funções.
Cuidados Pós-Operatório

  • Ficar de repouso, evitando aplicar qualquer tipo de peso na perna por, pelo menos, 4 dias;
  • Manter a perna elevada acima do nível do coração por 2 a 3 dias, para diminuir o inchaço;
  • Aplicar uma bolsa gelada na região do joelho várias vezes ao dia, durante 3 dias para aliviar o inchaço e a dor;
  • Tomar os medicamentos receitados pelo médico no horário correto, para manter a dor bem controlada;
  • Normalmente, precisará de muletas para se locomover durante alguns dias;
  • Após, mais ou menos, uma semana, deverá iniciar sessões de fisioterapia para tratar as dores e a movimentação do joelho;
  • O retorno às caminhadas e corridas pode ser feito com cerca de 30-45 dias depois da operação. Atividades físicas e esportes que exigem mais esforço do paciente, devem aguardar um período maior antes de serem retomados.
Dúvidas Frequentes

A decisão de fazer uma artroplastia total de joelho deve ser tomada pelo paciente em conjunto com a família, o médico pessoal e o cirurgião ortopédico. O seu médico pode encaminhá-lo a um cirurgião ortopédico para que realize um exame completo destinado a determinar se a cirurgia será benéfica para você.

As recomendações para a cirurgia baseiam-se na dor e na limitação de movimento do paciente, não na idade. A maioria dos pacientes submetidos à artroplastia total de joelho tem entre 50 e 80 anos de idade, mas os cirurgiões ortopédicos avaliam cada paciente individualmente.

A taxa de complicações após a artroplastia total de joelho é baixa. Complicações graves, como infecção na articulação do joelho, ocorrem em menos de 2% dos pacientes.

Complicações médicas significativas, como ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral, ocorrem com ainda menos frequência. Doenças crônicas podem aumentar o potencial para complicações.

Depois da internação, você será avaliado por um integrante da equipe de anestesia. Os tipos mais comuns de anestesia são a anestesia geral (você é colocado para dormir) ou anestesia raquidiana, peridural ou bloqueio nervoso regional (você fica acordado, mas não sente o corpo da cintura para baixo).

O procedimento em si leva de 1 a 2 horas mais ou menos. O cirurgião ortopédico retirará a cartilagem e o osso lesionados e depois colocará os novos implantes metálicos e plásticos para restaurar o alinhamento e as funções do joelho.

Atualmente, mais de 90% das artroplastias totais de joelho preservam bem sua função 15 anos depois da cirurgia. Seguir as instruções do cirurgião ortopédico depois da cirurgia e tomar o cuidado de proteger a prótese de joelho e a saúde como um todo são maneiras importantes de contribuir para o sucesso completo da sua cirurgia.

Cicatrização Óssea: primeiras duas semanas formam-se coágulos sanguíneos e macrófagos em torno da fratura; 2-6 semana, bordas agudas são removidas por osteoclastos e forma-se calo no interior do hematoma e na cavidade medular; 6-12 semana, forma-se osso no interior do calo e há cobertura do espaço entre os fragmentos; 6-12 meses, o espaço cortical é coberto por osso; 1-2 anos ocorre remodelamento e retorna arquitetura normal. Remodelamento: muito bom no plano de flexão e extensão; parcial em um plano em ângulo reto como o de flexão e extensão; nenhum para corrigir rotação.