Artroscopia

A artroscopia do joelho é um procedimento cirúrgico no qual é utilizado um aparelho denominado artroscópio.

O artroscópio é um equipamento composto por uma haste longa, na qual há uma câmera acoplada.

Dessa forma, é possível ter acesso visual ao interior do joelho, sem a necessidade de abrir completamente a estrutura.

Sinais

  • Dor na articulação do joelho;
  • Inflamação;
  • Restrição ou diminuição da amplitude de movimento;
  • Rigidez articular;
  • Fluido na articulação;
  • Rangido ou crepitação durante o movimento.
Cuidados Pós-Operatório

  • Ficar de repouso, evitando aplicar qualquer tipo de peso na perna por, pelo menos, 4 dias;
  • Manter a perna elevada acima do nível do coração por 2 a 3 dias, para diminuir o inchaço;
  • Aplicar uma bolsa gelada na região do joelho várias vezes ao dia, durante 3 dias para aliviar o inchaço e a dor;
  • Tomar os medicamentos receitados pelo médico no horário correto, para manter a dor bem controlada;
  • Normalmente, precisará de muletas para se locomover durante alguns dias;
  • Após, mais ou menos, uma semana, deverá iniciar sessões de fisioterapia para tratar as dores e a movimentação do joelho;
  • O retorno às caminhadas e corridas pode ser feito com cerca de 30-45 dias depois da operação. Atividades físicas e esportes que exigem mais esforço do paciente, devem aguardar um período maior antes de serem retomados.
Dúvidas Frequentes

Existe uma tendência a haver algum de inchaço do joelho depois da operação, que vai regredir ao longo da primeira semana. As compressas de gelo, além de aliviarem os sintomas de dor, contribuem para que o joelho desinche.

Alguns pacientes também podem apresentar inchaço da perna e do pé, pelo fato de permanecerem muito tempo sem apoiar, com o pé para baixo, o que dificulta o retorno do sangue das pernas para o corpo.

Você pode evitar esse inchaço movimentando ativamente os pés e tornozelos, o que contribuirá para o retorno do sangue.

Em geral, o procedimento só não é recomendado quando a pessoa está com alguma ferida ou infecção próximo ao lugar onde o artroscópio passa.

Antes da operação, o médico irá avaliar suas condições clínicas e seu histórico de doenças, ver os seus exames recentes e decidirá pela anestesia mais adequada ao seu caso.

Em geral, a artroscopia é realizada com sedação sem intubação, mas é ele quem vai decidir pelo melhor método, levando em conta todas as suas condições de saúde.

Esta é uma questão muito individual, pois depende do tipo de lesão tratada e das condições musculares de cada um. O retorno às atividades deve ser gradual e vai ser orientado pelo médico, levando-se em conta estas variáveis.

Em média, pedimos que o paciente evite as atividades físicas nas primeiras três semanas da operação.

O julgamento da necessidade de fisioterapia vai ser feito quando você retornar ao consultório, dependendo do tipo da sua lesão e da evolução do seu joelho no pós-operatório.

Quando necessária, ela tem início depois de pelo menos 7 dias da operação.

A técnica artroscópica permite que sejam retiradas apenas pequenas partes dos meniscos, partes que estavam machucadas e que já não desempenhavam nenhuma função dentro do seu joelho, a não ser provocar dor.

Além disso, os meniscos têm um potencial de regeneração que promove o crescimento parcial da porção que foi removida.

Nos primeiros dias, é normal sentir alguma dor quando apóia o pé no chão, quando tenta dobrar o joelho ou até mesmo em repouso. É um sintoma comum, afinal você foi operado e os tecidos que foram tratados estão em fase de cicatrização.

Existem medicamentos que foram prescritos para controlar este sintoma. A flexão do joelho pode estar diminuída em função do inchaço, mas pode ser realizada, respeitando-se o limite da dor.