Sinovectomia

A sinovectomia é uma técnica cirúrgica de retirada do tecido sinovial, que está presente ao redor das articulações. Há duas técnicas diferentes para realização de uma sinovectomia.

Na primeira, é feita a abertura completa da articulação para retirada da cápsula sinovial. Além disso, também é possível realizar uma artroscopia.

Neste caso, a abertura é mínima para a passagem de uma minicâmera e dos instrumentos necessários para remoção do tecido.

Sinais

  • Dor na articulação do joelho;
  • Inflamação;
  • Restrição ou diminuição da amplitude de movimento;
  • Rigidez articular;
  • Fluido na articulação;
  • Rangido ou crepitação durante o movimento.

Cuidados Pós-Operatório

  • Ficar de repouso, evitando aplicar qualquer tipo de peso na perna por, pelo menos, 4 dias;
  • Manter a perna elevada acima do nível do coração por 2 a 3 dias, para diminuir o inchaço;
  • Aplicar uma bolsa gelada na região do joelho várias vezes ao dia, durante 3 dias para aliviar o inchaço e a dor;
  • Tomar os medicamentos receitados pelo médico no horário correto, para manter a dor bem controlada;
  • Normalmente, precisará de muletas para se locomover durante alguns dias;
  • Após, mais ou menos, uma semana, deverá iniciar sessões de fisioterapia para tratar as dores e a movimentação do joelho;
  • O retorno às caminhadas e corridas pode ser feito com cerca de 30-45 dias depois da operação. Atividades físicas e esportes que exigem mais esforço do paciente, devem aguardar um período maior antes de serem retomados.

Dúvidas Frequentes

É indicada devido a um quadro de inflamação e dor na articulação. Tal situação pode se dar por traumatismos, infecções ou pelo desgaste natural da articulação através do uso, algo comum em atletas, por exemplo.

Além disso, algumas condições também podem causar inflamação articular.

A preparação para uma sinovectomia não envolve grandes cuidados. O importante é realizar refeições leves no dia anterior ao procedimento e evitar ingerir bebida alcoólica ou fumar.

Em alguns casos, o médico também poderá recomendar exercícios de fortalecimento dos músculos próximos à articulação a ser operada para auxiliar na recuperação. Não é necessário estar de jejum para realizar a cirurgia.

Na maior parte das vezes, a anestesia aplicada é local. Por exemplo, para a sinovectomia do joelho, a anestesia peridural é a mais frequentemente utilizada.

Menos comum, em razão da dor que dificulta a movimentação plena após a cirurgia. Indicação para exercícios de mobilização passiva. A sinovectomia aberta pode ser necessária nos casos de sinovite vilonodular pigmentada ou de osteocondromatose sinovial, embora essas doenças também possam ser tratadas via artroscópica, que, em muitos casos, permite remoção total não invasiva da sinóvia.

Pode ser fatigante, especialmente em grandes articulações como a do joelho, porque, em alguns casos, o tratamento completo requer a retirada de toda a sinóvia. A sinovectomia artroscópica é recomendada apenas para lesões localizadas.

Usada nas articulações do joelho afetada por artrite reumatoide. Nessa técnica injeta-se microagregados de disprósio hidróxido de ferro no interior da articulação levando a melhora em percentual significativo de pacientes.

Com esse procedimento ocorre a redução da proliferação sinovial, reduzindo a dor, perda de sangue e redução de custos.