Infiltração Articular com Ácido Hialurônico

A fratura é a perda de continuidade do osso, ou seja quebra do osso, gerando um ou mais pedaços.

Normalmente a fratura acontece devido a quedas, pancadas ou acidente, no entanto mulheres na menopausa e idosos, possuem ossos mais frágeis, o que favorece a ocorrência de fratura mais frequentemente, mesmo durante as atividades diárias.

Sinais

  • Fraturas expostas;
  • Fraturas deslocadas que não podem ser alinhadas ou mantidas em alinhamento por redução fechada;
  • Fraturas da superfície articular;
  • Fraturas patológicas em um osso enfraquecido por câncer;
  • Fraturas que reconhecidamente precisam de cirurgia;
  • Fraturas que, do contrário, exigiriam um longo período de imobilização ou repouso na cama.

Cuidados Pós-Operatório

  • Depois que a fratura tiver se consolidado o suficiente, o gesso pode ser retirado e a pessoa pode começar a exercitar o membro lesionado;
  • Fazer compressas com bolsa de água morna ou com bolsa de gelo. A recomendação, quanto à temperatura, pode variar de acordo com o tipo de cirurgia e edema;
  • Tomar os medicamentos que são prescritos pelo cirurgião, não sendo aconselhado a utilização de remédios caseiros e alternativos como pomadas sobre a ferida;
  • A fisioterapia ortopédica é recomendada durante a reabilitação de uma cirurgia, e influencia diretamente na recuperação do paciente.

Dúvidas Frequentes

  • Traumáticas: são as mais característica de acidentes, por exemplo, em que há aplicação de uma força excessiva no osso, mas também pode ser devido a movimentos repetitivos que lesionam o osso aos poucos, favorecendo a fratura.
  • Patológicas: são aquelas que ocorrem sem explicação ou devido a pequenas pancadas, como na osteoporose ou em tumores ósseos, já que deixam os ossos mais frágeis.
  • Dor intensa;
  • Inchaço do local fraturado;
  • Deformidade do local;
  • Incapacidade total ou parcial de mexer o membro fraturado;
  • Presença de hematomas;
  • Presença de ferimentos no local da fratura;
  • Diferença de temperatura entre o local fraturado e o sem fratura;
  • Dormência e formigamento da área;
  • Estralos.

O tempo de recuperação total de uma fratura pode ser 20 dias a 6 meses ou mais, dependendo da idade e capacidade de recuperação da pessoa.

O processo inflamatório alcança seu ponto máximo em alguns dias, mas demora semanas para desaparecer. Este processo causa a maior parte da dor que as pessoas sentem logo depois de uma fratura.

  • Hematoma e machas roxas;
  • Acúmulo de líquido;
  • Abertura dos pontos;
  • Infecção;
  • Trombose;
  • Cicatrizes deformadas;
  • Diminuição da sensibilidade.

Ingira alimentos ricos em cálcio: algas marinhas, folhas verdes, soja, salmão, sardinha, brócolis e iogurte natural. Os legumes e hortaliças verdes, como couve e alface romana são importantes devido ao seu conteúdo de vitamina K, que auxilia na formação dos ossos.

Cicatrização Óssea: primeiras duas semanas formam-se coágulos sanguíneos e macrófagos em torno da fratura; 2-6 semana, bordas agudas são removidas por osteoclastos e forma-se calo no interior do hematoma e na cavidade medular; 6-12 semana, forma-se osso no interior do calo e há cobertura do espaço entre os fragmentos; 6-12 meses, o espaço cortical é coberto por osso; 1-2 anos ocorre remodelamento e retorna arquitetura normal. Remodelamento: muito bom no plano de flexão e extensão; parcial em um plano em ângulo reto como o de flexão e extensão; nenhum para corrigir rotação.